resumo do Império mulçumano

Resumo do Império:


Império mulçumano.

O império mulçumano começa logo após o império bizantino, esta civilização trouxe muitas mudanças na Europa cristã tanto no âmbito social como intelectual, antes da nova fé ser estabelecida por Maomé à civilização Árabe se dividia em dois grupos os árabes urbanos e os beduínos este eram nômades e tinham costumes de praticar o sacrifício humano, ambas as camadas não tinham uma forma governo organizado, o clã e a tribo faziam às vezes do estado. Logo após da formação do islamismo apareceram diversas seitas religiosas que derivavam pontos com o cristianismo, podemos citar as três mais importantes do império mulçumano; sunitas, xiitas e os sufistas, com uma grande discrepância entre seus ideais e costumes estas seitas se divergiam como quem deveria assumir o comando geral do islã, os xiitas queriam que o chefe maior tivesse algum parentesco com o profeta, abolindo assim o teor democrático do islamismo, os sunitas queriam que a eleição fosse de moldes tradicionais seguindo as eleições realizadas pelos chefes tribais já os sufistas eram a favor do ideal místico e ascético e o novo chefe islâmicos deveria ser um homem que participaria das revelações divinas, O desenvolvimento político da civilização sarracena está indubitavelmente ligada à religião, pois Maomé não foi só o fundador de uma nova religião, mas também de um novo estado árabe. Esta nova fé religiosa foi fundada a partir da percepção de uma reforma nas condições sociais e morais da sociedade, contra as idéias e ideologias de Maomé estavam os coraixitas , um tipo de aristocracia árabe (antes das migrações ). .Com a morte de Maomé começou um regime de califado “sucessor do profeta” que teve mais dois califas “eleitos por antiguidade dentro da religião”, logo depois se começou uma longa luta para ver quem assumiria o poder supremo do islã. Os Omíniadas foram os primeiros a assumir este novo tipo de califado esta casta dominante era formada por árabes puros os quais formavam uma classe dominante hereditária que eram grandes proprietários de terras e não pagavam impostos somente uma contribuição como o dizimo o fato da casta dominante dispor de enormes privilégios contribuiu para o surgimento da classe mawali (clientes) , esta classe era formada por qualquer mulçumano que não pertence a uma tribo árabe, os clientes exigiam por serem mulçumanos os mesmos direitos dos árabes dos níveis econômicos e sociais porem no período do califado ominiada isso não se deu por totalmente por parte da aristocracia árabe. Nenhum dos califas da dinastia exerceu poder por muito tempo, com exceção de Hisham, de 724 a744 durante este período , os mulçumanos expandiram o território islâmico até a França , quando foram interrompidos pelos francos em 736 , quando Husham morreu , o império estava envolvido numa series de revoltas , foi nesta época que os Abássidas , conseguiram destronar a dinastia Ominiada . Os Abássidas eram descendentes de al-Abbas, um tio paterno do profeta Muhammad. Os Abássidas iniciaram uma serie de mudanças administrativas que iriam caracterizar a forma de governo islâmico a administração era mais perto do modelo da civilização bizantina era muito burocratizada, a transferência do califado de Damasco para Bagdá, significou mais do que uma mudança da dinastia, representou também o deslocamento do centro da civilização islâmica do mediterrâneo oriental para as fronteiras da Ásia, esta proximidade de Bagdá com a antiga capital abriu as portas para a influencias vindas da China ou da Índia iniciando – se, a partis daí, um rápido declínio do poder político árabe, isso também derivava da pouca experiência política que os sarracenos tinham. Mas outros fatores contribuíram com maior relevância para o declínio do império com as conquistas de território composto por uma mistura heterogenia de povos ficava inviável a unidade de uma política forte, além disso, a discórdia facciosa foram um dos motivos mais relevantes da queda do império. A cultura sarracena foi de extrema importância, com uma filosofia aristotélica seus ensinamentos eram baseados em tudo o que acontece é predeterminado por Deus, o povo sarraceno foram desde grandes astrônomos e filósofos a médicos que contribuíram para descobrira natureza contagiosa da tuberculose. O comercio e a indústria formava a base da riqueza nacional, o povo sarraceno expandiu novas rotas comerciais no oceano Índico, dominando todo o mediterrâneo, com a indústria com o um ótimo desenvolvimento proporcionava a transformação de seus recursos naturais em protudos exportáveis. O controle da economia do estado era menos rígidas que no império bizantino. Os sarracenos tinham alcançado um desenvolvimento na lavoura que nenhum outro povo medieval desenvolveu, aterraram os declives, irrigaram terras estéreis praticavam jardinagem ornamental, a influencia sarracena em todas com uma profunda influencia na economia da Europa medieval em sua segunda fase s âmbitos das sociedades medievais e notáveis. Estimulando a procura de novos produtos do ocidente devido ao desenvolvimento da indústria e da agricultura.

bacflavio@hotmail.com

quarta 04 maio 2011 15:00



2 comentário(s)

  • mariana Qui 03 Abr 2014 01:13
    obg agora so falta eu resumi isto tudo e entrgar para o professor
  • Gabrielly mailto Sáb 09 Jun 2012 16:49
    Muito grandeee =0


Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.80.140.26) para se identificar     



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para flavio

Precisa estar conectado para adicionar flavio para os seus amigos

 
Criar um blog